Aeroclube de Tatuí

Informações:

Fundado em 1974 destina-se à prática e ao ensino das atividades ligadas ao vôo, em especial o Vôo em Planadores. É um dos maiores aeroclubes de vôo a vela do país em número de aeronaves, bem como em número de pilotos formados.

No ano de 1942, ocorre a construção do 1º hangar no Aeroclube de Tatuí.

Em 1974 foi criado um clube para o ensino e prática do vôo com planadores, o chamado, “Vôo à vela” na cidade de Tietê. Um ano depois, mantendo-se com o mesmo nome, o Clube transferiu-se para Tatuí e em 10 de fevereiro de 1983 passa a chamar-se Aeroclube de Planadores de Tatuí e em 1993 sofre a alteração para Aeroclube de Tatuí. Em 1986, foi declarado Entidade de Utilidade Pública Federal através da Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986 – Código Brasileiro de Aeronáutica.

Sua sede própria está situada no Aeródromo “Dr. Octávio Guedes de Moraes” de Tatuí e possui na sua estrutura física um conjunto de cinco hangares, posto de abastecimento de AvGás, centro de tecnologia, casa de guarda-campo, alojamento coletivo, restaurante e uma sede social dotada de muito conforto para uso dos pilotos e dos seus familiares.

Um 1993 ocorre o 1º Campeonato Brasileiro de Vôo a Vela em Tatuí.

Uma tradição do Clube é o encerramento das festividades de 11 de agosto, aniversário de Tatuí, com oferta de espetáculos aéreos e vôos particulares.
Tatuí pode se orgulhar de ser um dos pioneiros da aviação, no Estado de São Paulo.

Basílica Nossa Senhora da Imaculada Conceição

Informações:

No ano de 1829, Nossa Senhora da Conceição passa a ser a Padroeira de Tatuí, ano este que o Bispo Dom Manoel Joaquim Gonçalves de Andrade de São Paulo, deu licença para construção da Igreja que somente foi iniciada em 1884 ano de colocação da pedra fundamental da igreja, cuja solenidade foi presidida pelo tatuiano Cônego João Clímaco de Camargo.

A Santa Padroeira tem esse título litúrgico e é celebrada no dia 08 de dezembro. A festa de Nossa Senhora já existia no calendário romano, mas o dogma da Imaculada Conceição de Nossa Senhora foi proclamado pelo Papa Pio IX em 1854 com a bula Ineffabilis Deus.

A Igreja com porte e estilo de catedral preserva detalhes arquitetônicos do século XIX. Os afrescos existentes em seu interior foram pintados pelo pintor piracicabano Mário Tomazzi, e impressiona pela beleza e estado de conservação. A Igreja Matriz foi a primeira obra da cidade a utilizar tijolos cerâmicos.

Em 4 de dezembro de 1927 foi inaugurado o relógio que está na torre da Igreja.

Em 8 de dezembro de 2006, foi eleita pelo povo como Patrimônio Histórico e Cultural da Cidade. No dia 9 de junho de 2007, foi assinado pelo então, prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo o decreto de tombamento da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, que passou a integrar o conjunto de prédios históricos do município.

A Igreja passou com grandes reformas no decorrer dos anos, e na comemoração dos seus 180 anos, o Padre Milton de Campos Rocha, fez o pedido a Diocese ao Bispo Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto para sua elevação a Santuário, onde foi concedida no dia 8 de dezembro de 2009.

O prédio é tombado pelo patrimônio histórico é considerado verdadeira relíquia da história da cidade.

Busto de Ivo Zani

Informações:

Situado na Avenida João Clímaco, em frente ao Estádio Dr. Gualter Nunes, foi inaugurado em 1955, criado pelo artista Lileu, em homenagem pela lealdade e entusiasmo a serviço do Esporte, uma travessa no Bairro Chácara Junqueira Salvaguarda a memória do vereador em 1º Legislatura (01/01/1948 – 31/12/1951) e 2º Legislatura (01/01/1952 – 31/12/1955).

Capela de São João do Bemfica

Informações:

A Capela de São João do Benfica é o local onde surgiu o primeiro povoado de Tatuí, por volta de 1823, segundo registros históricos. Segundo o historiador Renato Ferreira de Camargo, a povoação de ‘Nossa Senhora Del Populo’ surgiu simultaneamente à fundação da Fábrica de Ferro do Ypanema, pelos irmãos Cabral, Manoel Fernandes de Abreu e Martins Garcia Lumbria. A povoação, pertencente ao distrito de Sorocaba, originou, mais tarde, a cidade de Tatuí.

Sabendo das atividades religiosas em Ipanema, a igreja transferiu o título de paróquia a uma capela construída pelo povo no sítio e povoado de ‘Tatuhú’. São João do Benfica foi condecorada com título de paróquia em 1818. No mesmo ano, os moradores de Tatuhú construíram nova capela, denominada São João Batista, no bairro do Benfica. Em 19 de agosto de 1817, o território de São João de Ypanema foi desmembrado de Sorocaba, e nele criada uma paróquia, tendo por matriz a capela de São João, de propriedade da fábrica de ferro. Em 22 de fevereiro de 1823, o padre Gaspar Antonio Malheiros, que assumira a capela dois anos antes, escolheu o território de Ypanema para a construção da igreja matriz. A imagem de São João Batista, porém, foi retirada pelos moradores de Tatuhú e colocados por eles numa capelinha do bairro. A capela foi reconstruída em 1970 por Laurindo Dias Minhoto, ano em que ele encontrou nos campos do Benfica uma velha cruz de madeira e, sob a qual, mandou construir a capelinha de palhas de indayá. Em sinal de protesto à decisão do padre – em transferir a matriz -, os moradores batizaram a capela de São João do Benfica, indicando que ali, onde Tatuí nasceu, deveria ficar a paróquia.

A Capela foi reconstruída em 1926, durante o governo Norman Bernardes, e reinaugurada com missa solene no dia, em comemoração ao centenário de Tatuí. Em 1971, foi reformada na gestão do prefeito Orlando Lisboa de Almeida.

Restaurada em 1999, com mão-de-obra da Prefeitura Municipal e doação de parte do material pela comunidade.

Capela do Divino

Informações:

Inicialmente uma pequena capela particular onde aconteciam as tradicionais festas do Divino, e utilizada por escravos alforriados.

Casarão dos Guedes

Informações:

Ícone de uma época, o imóvel impressiona pela beleza da construção e atrai pela curiosidade. Localizado em área central, o prédio faz frente com o Complexo Fabril São Martinho.

Carregando...