Uma cidade que encanta ...

FEIRA LIVRE DE DOMINGO, NO LARGO DO MERCADO, TERÁ APRESENTAÇÃO DA PERFORMANCE “OS ENCANTADOS”

O início da manhã deste domingo (26/3) será diferente e cultural para quem for até a Feira Livre do Largo do Mercado. Às 7h, em frente a porta de entrada do Mercado Municipal “Nilzo Vanni”, ao lado do açougue, a Companhia de Maria promoverá a performance “Os Encantados”, de Renata Ramos.

A apresentação tem o objetivo de fortalecer e expandir a cultura indígena, por meio de uma performance cênica, visando uma aproximação e conexão empírica com aspectos do universo dos povos nativos. Além disso, a Companhia busca valorizar e ampliar a composição da cultura local, estimulando a apreciação artística e a formação de público; conscientizar a população sobre a relevância dos povos originários, não só como passíveis de direitos, mas como agentes detentores de conhecimentos fundamentais na solução do alarmante colapso climático; e reconhecer a legitimidade da luta nativa.

De acordo com Renata Ramos, proponente do Projeto, o relatório anual do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), elaborado por um corpo de cientistas do clima de 195 países, declara que a humanidade com seus modos atuais de civilização é a responsável pelas mudanças climáticas. “A performance justifica-se através da ciência do clima e na necessidade de sensibilizar a população local para a solução”, explica Renata.

Ela ainda acrescenta que diante desse contexto catastrófico, destacam-se os povos originários com suas sabedorias ancestrais, tendo o conhecimento do manejo da natureza e fazendo parte do seu equilíbrio. “Portanto, se queremos mudanças efetivas para evitar o colapso ambiental, temos que – urgentemente – considerá-los. O projeto explica e alinha com os saberes científicos e o empirismo indígena, propondo uma reflexão crítica a partir da arte performática”, conclui.

“Os Encantados”, de Renata Ramos, foi habilitado pelo Edital de Cultura nº 01/2021, do “2° Festival de Arte e Cultura de Tatuí”, promovido pelo Museu Histórico “Paulo Setúbal”.

SOBRE A COMPANHIA DE MARIA

É um grupo artístico fundado em 2021 pela atriz tatuiana Renata Ramos, a partir da necessidade de manifestar sua arte através do “1º Festival de Arte e Cultura de Tatuí”, promovido pelo Museu Histórico “Paulo Setúbal”. O primeiro projeto do grupo foi “Tem Ar… te!”, contemplado pelo próprio Festival. A Companhia também foi contemplada pela Lei Aldir Blanc, com o projeto ‘Mãe Terra”. No momento, seus integrantes são: Renata Ramos; sua filha, ainda criança, Maria Sbrissa; e o artista Felipe Simão.

SOBRE RENATA RAMOS 

Formada em Teatro pelo Conservatório de Tatuí, Renata é pós-graduada em Metodologia em Ensino da Arte, licenciada em Pedagogia e em Artes Visuais pela Uninter. Iniciou sua produção teatral ainda criança, na escola, aos 9 anos de idade, atuando em “Quem Casa Quer Casa”, de Maria Clara Machado, e, para dar continuidade aos estudos, entrou para o Conservatório de Tatuí aos 11 anos de idade, se formando em 2017 e participando de mais de 15 espetáculos teatrais.

Em São Paulo, integrou o grupo “As Alziras”, apresentando-se na Virada Cultural com o show “Conversas e Memórias”, e na temporada do espetáculo “Páginas Soltas”, no Teatro Denoy de Oliveira, no Circuito Teatro nos Parques; tudo com a orientação do renomado diretor teatral João das Neves, um dos fundadores do memorável Grupo Opinião. Em 2019, entrou para a interiorana “Companhia de Opinião”, onde foi contemplada pelo ProAC, e executou o espetáculo “Opinião Conta Dandaras”, em 2020.

Atualmente, Renata se dedica a conciliar a maternidade e a elaboração de projetos culturais.