Uma cidade que encanta ...

DIA NACIONAL DAS TRADIÇÕES DAS RAÍZES DE MATRIZES AFRICANAS E NAÇÕES DO CANDOMBLÉ É MARCADO POR EVENTO NA PRAÇA DA MATRIZ

Pelo segundo ano consecutivo, Tatuí contará com uma ação comemorativa ao Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, celebrado anualmente em 21 de março, conforme estabelecido pela Lei nº 14.519/2023. O evento – que também será alusivo ao Dia Internacional Contra a Discriminação Racial (21/3) – acontecerá neste sábado (23/3), das 14h às 18h, na Praça da Matriz.

A celebração, de acordo com os seus organizadores (Coletivo Cultura em Foco, com direção do Babalorixá Flávio D’Logun Ede e organização de Marisa Silva D’Oya, com apoio da Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo e Lazer), tem o intuito de refletir sobre a cultura e as tradições das raízes africanas e do candomblé, sobre a intolerância religiosa e o respeito com todas as religiões, bem como sobre a luta contra a discriminação racial.

Para tanto, contará com a participação de Ilê Alaketú Asé Opô Ologun Oyá; Ilê Egbé Alaketú Odé Asé Osùn Femi; Ilê Ya Omi Asé Okan Tobi; Egbé Alaketú Airá; Tenda de Umbanda da Cabocla Jandira e Maria Bonita Rainha do Cangaço; Tenda de Umbanda Vovó Maria Carolina; Tenda de Umbanda Caboclo Sete Flechas; Dança dos Orixás; Capoeira; Fala Preta; Awerê e vendas de acarajés.

SOBRE A LEI

A Lei nº 14.519/2023, que institui o Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, foi assinada pela ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, e pela ministra da Cultura, Margareth Menezes, e sancionada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Esta data é comemorada anualmente no dia 21 de março, data que coincide com o Massacre de Sharpeville, definido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para celebrar o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial.