Museu Histórico “Paulo Setúbal”

O Museu ocupa um imóvel histórico no centro de Tatuí. Construído em 1920, o prédio que abriga o museu é um dos principais pontos turísticos do município de 107 mil habitantes, conhecido como a “Capital da Música”. Mesmo antes de se tornar um espaço cultural, o prédio da praça Manoel Guedes já servia os tatuianos. Foi inicialmente projetado para abrigar uma cadeia e, posteriormente, sediou o fórum da cidade. Passou por várias reformas, mas seu projeto inicial foi sempre mantido. Em 1962, foi instituído como Casa de Cultura Paulo Setúbal, e a criação do Museu Histórico de Tatuí se deu em 1966. A gestão da instituição passou ser da Prefeitura de Tatuí por meio da Lei Municipal 4.345 de 30 de Abril de 2010.

A Expografia do Museu conta a formação da cidade, movimentos populacionais, primeiros habitantes, colonizadores e os conflitos gerados por eles, além de registrar a presença dos tropeiros na região e a história cultural e musical que levaram Tatuí ao título de capital da música. Uma sala dedicada exclusivamente a vida e obra do escritor e jornalista, imortalizado pela Academia Brasileira de Letras, Paulo Setúbal, o patrono do Museu Histórico, o gabinete de leitura “Nilzo Vanni” e auditório. Além de contar as participações de tatuianos em conflitos armados na Segunda Guerra Mundial e revolução de 1932 e as curiosidades do acervo do Museu.